Intercâmbio na Irlanda: quanto custa?

20180723_183325 (1).jpg

Hi guys! Long time no see! 😀

Já faz um tempo que não escrevo no blog, mas por um bom motivo: no último mês de julho, participei de um intercâmbio em Cork, na Irlanda. Foi o primeiro intercâmbio do curso Way Idiomas, no total 04 pessoas, e foi o meu segundo, já que havia feito um de espanhol em Santiago/Chile, em 2008.

Bom, foi uma experiência incrível levar os alunos para estudar na Irlanda, e também poder testar a escola, as acomodações, e claro, os cursos na Cork English College.

Primeiro, fomos para Dublin, a capital e passamos o fim de semana lá. Bom, queriamos conhecer a capital, mas se o aluno quiser pode pegar o voo direto para Cork. Depois que chegamos em Cork, começamos a fazer alguns tours pelas cidades vizinhas… e na volta passamos em Amsterdã, mas vou ter que dedicar outros posts à estas andanças porque pretendo falar mais sobre valores neste.

Para começar, viajar para a Europa anda muito caro por causa do Euro, já que o Real tem se desvalorizado muito nos últimos meses, então se você quer mesmo fazer um intercâmbio, te aconselho a começar a se preparar já! A primeira coisa que você deve fazer é pagar pelo curso, que já inclui o material didático e a acomodação e alimentação (segunda a sexta, café da manhã e jantar), e todas as refeições durante o fim de semana. O curso pode ser pago com uma entrada de 30%, e parcelar o restante, ou seja, um total de 1.180,00 euros para Cork. Este valor era para acomodação em host family, mas você pode escolher ficar em um apartamento compartilhado com outros estudantes.

Se você precisar de pegar ônibus, deve gastar entre 15,00 e 20,00 euros por dia– eu gastava 4,60– isto porque o almoço pode custar entre 3,50 e 15,00, depende muito do que vai comer.

Os tours custam em média 20,00 euros, e com a carteira de estudante, você tem descontos que variam entre 2,00 e 5,00 euros. Em outro post, vou contar quais os mais interessantes, mas é claro que a minha opinião, sendo que você pode achar tudo bem legal, né?

Bom, a passagem varia entre 3,500 e 6,000, depende muito da época em que vai viajar, ou a antecedência que é comprada. Como eu mencionei no começo do post, tudo depende do seu planejamento. Para um intercâmbio de 15 dias, somando passeios, alimentação extra e os souvenirs, eu aconselho levar 600,00 euros para não ficar preocupado se vai precisar de dinheiro durante o tempo que estiver fora. Em relação à acomodação, o aluno pode pedir para ficar em um local mais próximo, para economizar o dinheiro do ônibus, eu já tinha feito outras exigências (casa mais nova, sem ácaro, sem animais, e local mais tranquilo), então não queria parecer a “chata”, já que sou bem legal, rsrs.

Por enquanto é isso, espero que tenha ficado animado com a ideia de fazer um intercâmbio. Para mais notícia e fotos e Lives sobre intercâmbios (em breve teremos a opção Canadá), segue a gente lá no Instagram @way_idomas, ou YouTube: Way Idiomas.

See you soon!

 

Anúncios
Publicado em aprendizagem, inglês, inglês instrumental, intercâmbio, línguas, Sem categoria | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Muy x Mucho

muy

Hola! 😀

O post de hoje está relacionado a uma dúvida que muitos estudantes de espanhol têm:

Como usar Muy e Mucho/a?

Bom, usamos muy para adjetivos e advérbios:

Susanita es muy lista (Susanita é muito esperta/inteligente)

E usamos mucho/a/os/as com substantivos:

Hay mucha gente aquí.

Muchas personas no hablan español muy bien.

Hace mucho calor hoy.

Também após verbos:

Los chicos hablan mucho!

Para saber mais, indico um dicionário bilíngue online que ‘me gusta mucho!’ 🙂  http://www.wordreference.com/espt/mucho

Hasta pronto!

Publicado em aprendizagem, dúvidas, línguas | Marcado com , , | Deixe um comentário

Change or exchange? Qual a diferença?

Esta é uma dúvida que também já tive!

Aos 19 anos de idade fui viver nos EUA e uns meses depois da minha chegada precisei trocar um item comprado em uma loja. Então, entrei na loja e falei: “I’d like to change this shirt”. A moça olhou pra mim e disse: “Do want to exchange it?”. Assim mesmo! Então, a dica é a seguinte:  quando você ouvir alguém repetindo o que disse de forma diferente, alerta vermelho, você ‘deu bobeira’ 🙂 . Bom, na volta pra casa fiquei me perguntando porque ela trocou o verbo… e depois de perguntar aqui e ali para meus amigos brasileiros, inclusive aqueles que ainda estavam no High School, consegui entender a diferença.

Então vamos lá! Retirei do Merriam-Webster Online–meu dicionário favorito!– algumas definições para a palavra exchange:

to return (a product) to a store and have it replaced by another product : to trade (something that has been purchased) for something else <exchanged the shirt for one in a larger size>

Ou seja, a definição acima refere-se à troca de um item por outro. Para serviços usamos a palavra  permuta em português.

Outro exemplo é quando falamos de moeda:

(1) :  interchange or conversion of the money of two countries or of current and uncurrent money with allowance for difference in value

http://www.merriam-webster.com/dictionary/exchange?show=0&t=1410645921

Para compreender melhor, vamos ver alguns usos para a palavra. Temos os programas de intercâmbio (exchange programs), onde há a troca cultural entre a pessoa que vai estudar em outro país e as pessoas que a recebem. Muitas vezes também duas instituições de ensino possuem programas de intercâmbio de alunos ou professores…

Existem também os programas de troca de casa (https://www.homeexchange.com/en/). Um destes programas inspirou a diretora e roteirista do filme O Amor Não Tira Férias (The Holiday). Durante as férias, Nancy Meyers descobriu, na internet, um site para troca de casas para temporada ao redor do mundo, e então teve a idéia para o roteiro do filme. Aliás, recomendo o filme para quem quer testar o listening— sotaques britânico e americano.

Para saber mais, leia a sinopse: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-60426/

Para terminar, às vezes, o verbo change pode ser usado como exchange:

“They changed seats with each other” ou “They exchanged seats”,  ou ainda “They switched seats”.

Mas, tudo depende muito do contexto, e para isso a melhor opção é ficar atento à maneira como as frases são construídas.

Espero que tenha ajudado! 😀

Quer aprender a ler em inglês para provas de mestrado ou doutorado? Ou quem sabe vai fazer um concurso público… conheça nosso curso de inglês Inglês Instrumental 

Publicado em aprendizagem, dúvidas, ensino, Sem categoria | Marcado com , , , | 1 Comentário

Inglês Instrumental? Quem precisa disso?

FOTO INTR 2

Olá pessoal! Vamos esclarecer as coisas: inglês instrumental significa que a língua inglesa é o instrumento para a pessoa conseguir determinado objetivo específico, que atenda uma necessidade imediata, então temos inglês instrumental para leitura, provavelmente o mais conhecido, para conversação (por exemplo com foco em uma entrevista ou viagem) e para escrever. A leitura é o objetivo mais rápido de se atingir, e sem dúvida o mais necessário aqui no Brasil, já que os estudantes e profissionais estão em constante contato com textos em inglês.

Existem poucos cursos no mercado direcionados ao inglês instrumental, e como já trabalho com esta modalidade de ensino há mais de 15 anos, então criei um curso, o Way Smart que está fundamentado em aspectos necessários para um aprendizado eficaz. Selecionei pontos importantes no inglês que são essenciais à leitura e interpretação de textos, além das estratégias.

São 08 módulos, com videoaulas e exercícios, além de resolução de provas de Mestrado/Doutorado no último módulo. Cada módulo trata de um componente importante para a leitura.

Quer conhecer a proposta fazendo 01 módulo gratuitamente? Quero 01 módulo gratuito do Curso Way Smart Leitura em Inglês

Assista o vídeo abaixo (que foi feito para o canal Way Idiomas no YouTube). Neste vídeo eu dou uma dica importante para tornar sua leitura mais eficiente. Aproveita e se inscreve lá no Canal!

 

Publicado em aprendizagem, inglês, inglês instrumental, línguas, leitura instrumental, mercado, Sem categoria | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Como se preparar para uma entrevista em inglês?

INTERVIEW

Confira as dicas e prepare-se para as entrevistas de emprego em inglês!

Para quem planeja trabalhar no exterior, todas as etapas do processo seletivo, para qualquer que seja o cargo, serão em inglês ou no idioma do país almejado. Muitas vezes, em ambas as línguas. Então é preciso estar preparado. Mas o que muitos esquecem é que mesmo no Brasil empresas multinacionais costumam realizar entrevistas e testes em inglês. A segunda língua é fundamental, portanto, não só para quem pensa em morar fora do país, mas também para quem possui objetivos claros de crescimento na carreira.

Como se preparar para uma entrevista em inglês?

  1. Pesquise pelas perguntas e respostas mais usuais
    Apesar de cada empresa realizar um processo seletivo próprio, algumas questões são recorrentes em entrevistas e até seguem um padrão. Conhecê-las torna-se uma grande vantagem. Confira abaixo algumas das perguntas mais comuns:

    – Why did you apply for this job? (Por que você se candidatou a esta vaga?)
    Tell us about yourself (Fale um pouco sobre você)
    Why do you want to find a new job (Por que você está procurando um novo emprego?)
    –  Why should we hire you? (Por que deveríamos contratá-lo(a))
    What are your salary expectations? (Quais são suas expectativas salariais?)

  2. Reúna informações sobre a empresa
    Pesquise sobre a história da organização, seu modelo de negócio, missão, valores… Esteja informado para a entrevista. Uma boa pesquisa, além de gerar confiança, te ajuda a identificar ainda mais mais argumentos para responder a perguntas como “quais foram suas maiores motivações para se candidatar a esta vaga?”
  3. Aprenda o vocabulário específico da sua área de atuação
    Uma comunicação eficiente depende não só da língua que se fala, mas do aspecto cultural que dá significado às palavras. Isso porque muitos termos possuem tanto sentidos literais quanto figurados, dependendo do contexto do uso, principalmente quando se trata do mundo dos negócios e seus jargões corporativos. Então procure pelos termos comuns em inglês na sua área e crie uma lista à qual tenha fácil acesso, para que possa ler frequentemente e aprender o linguajar para a entrevista e, posteriormente, no dia-a-dia do trabalho.
  4. Simule uma entrevista
    Primeiro, revise aquelas perguntas frequentes que mencionamos acima e crie respostas para elas. Depois, grave-as em áudio ou vídeo para que possa assistir/ouvir e aprimorar sua pronúncia ou reformular as respostas. Além de se sentir mais preparado(a) para as perguntas, é uma boa forma de treinar a postura perante a câmera e evitar nervosismo no momento da entrevista.
  5. Fique calmo(a)
    Lembre-se que você se preparou e tem informações valiosas para lidar com os desafios do entrevistador. Está tudo em suas mãos! Essas dicas são exatamente para que você consiga prevêr as principais particularidades da entrevista e saiba exatamente a qual ferramenta recorrer para ser bem sucedido.
  6. Não tenha pressa
    Estruture suas respostas com calma e não tenha medo de fazer pequenas pausas para organizar o pensamento. As questões não devem ser tratadas como algo do qual você deve se livrar rapidamente. Use conectivos como “well…” (bem…) ou “on that subject” (sobre esse assunto) caso precise ganhar algum tempo para organizar sua resposta.

  7. Não tenha medo de pedir para o entrevistador repetir uma pergunta
    Não entendeu o que o entrevistador perguntou? As palavras mágicas são: “Could you repeat the question, please?” (Poderia repetir a pergunta, por favor?). Acredite, vale muito mais usar esse recurso do que acabar dando uma resposta completamente desconexa. Ainda vale utilizar algumas palavras que você tenha entendido da pergunta ao pedir para repetir, assim você mostra que está inteiramente focado(a) na entrevista e que o pedido para repetir não se deve a falta de atenção ou distração.
  8. Use palavras simples
    Na dúvida, menos é menos. Evite palavras rebuscadas ou que você não tenha certeza do significado, principalmente se o seu vocabulário ainda não for muito amplo. Tudo tem seu tempo. Concentre-se em passar a ideia que deseja e ser claro(a) e coerente.Afinal, o objetivo é mostrar que você está apto(a) para a vaga e consegue se comunicar e expressar com êxito em inglês.
  9. Pergunte
    Lembre-se: uma entrevista é feita de duas partes, é uma conversa, então esteja pronto para fazer perguntas e não só respondê-las. Mostrar interesse é essencial para ser considerado um bom candidato. Aqui vão alguns exemplos do que você pode perguntar para o entrevistador:

 

How soon do you expect to make a decision?

How many other candidates will you be interviewing for this position?

Do you have a training and development program?

O importante em uma entrevista em inglês ou em qualquer outro idioma, incluindo a sua língua nativa, é estar preparado(a). Faça sua pesquisa – dica: o Blog da Adzuna é um bom começo 🙂 – e na hora da entrevista, lembre-se: você tem todas as ferramentas de que precisa para ser bem-sucedido, então use-as! Coloque toda informação que reuniu em prática e boa sorte!

Este artigo foi produzido por parceria entre a Adzuna, agregador de vagas de emprego, e o MosaLingua, método de aprendizado de idiomas.

 

 

Publicado em aprendizagem, inglês, inglês instrumental, línguas, leitura instrumental, Tecnologia, vocabulário | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Poll x Survey

POLL

De acordo com o wordreference.com, poll é uma survey of opinion:

The poll reveals that sixty-three percent of the population believes footballers’ salaries are too high.

A pesquisa revelou que sessenta e três por cento da população acredita que o salário de jogadores de futebol é muito alto.

Portanto poll significa enquete, e survey uma pesquisa que busca dados de opinião. O sentido entre elas é bem próximo. Para se fazer um levantamento sobre determinado assunto, um poll pode ser um instrumento de pesquisa (survey).

See you soon! 🙂

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Estudar fora: o que preciso?

ESTUDAR fora

Olá! O assunto é muito pesquisado na Internet. Bom, o que você precisa é definir se está procurando fazer um intercâmbio de curta duração ou participar de um programa de estudo em uma universidade.

Se é intercâmbio, uma agência já resolve. Mas , se busca estudar em uma faculdade ou universidade, vai precisar de fazer um exame TOEFL. Deixo aqui um link de um site que vai ajudar muito! Aqui você encontra informações e testes simulados para o TOEFL e informações de programas de intercâmbios em escolas e universidades.

Até a próxima! 😀

Publicado em aprendizagem, Cultura, ensino, inglês, línguas, mercado | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário